Boas notícias para os varejistas e para quem trabalha na área: mais um número divulgado essa semana reforça a recuperação no varejo! Após o primeiro saldo positivo no volume de vendas no setor em 30 meses, muito se especulou sobre as vendas no fim do ano: o saldo positivo permaneceria? Veremos as lojas e supermercados contratando funcionários para o período de festas?

Agora, dados da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo) indicam que isso deve se concretizar. Segundo a entidade, o varejo paulista deve gerar até 25 mil empregos temporários no último trimestre de 2017 – seis mil vagas a mais que o mesmo período de 2016. O setor de vestuário, tecidos e calçados deve concentrar cerca de 50% das vagas, seguido pelos supermercados, com aproximadamente 25% das vagas. Os outros 25% devem se dividir pelas atividades de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos, lojas de móveis e decoração e farmácias e perfumarias.

Para a entidade, entre as principais razões para esse aumento na geração de vagas de emprego temporárias está a recuperação das vendas do comércio varejista – que cresceram 3,6% no acumulado do primeiro semestre de 2017 – e o ciclo recessivo enfrentado pelo setor nos últimos 3 anos, que resultou na eliminação de aproximadamente 140 mil vínculos formais de emprego, faz com a reposição do quadro de funcionários seja uma necessidade nos estabelecimentos.

“As condições presentes hoje são bem menos adversas, em termos de confiança e mesmo de resultados econômicos, do que aquelas vigentes há um ano.  A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), e seu subíndice de perspectivas de contratação de funcionários, por exemplo, registraram crescimento em torno de 20% em relação ao ano passado”, afirma a FecomercioSP em nota.

Além disso, a entidade prevê que o faturamento real do varejo paulista deve crescer aproximadamente 5% em 2017, consolidando a recuperação do consumo mesmo diante das instabilidades políticas e econômicas do país.

Sua empresa também irá contratar temporários para o fim do ano? Pretende investir em ações nos pontos-de-venda? O Grupo Mazzini tem um solução ideal para o seu negócio, entre em contato.

Fonte: FecomercioSP