A AMPRO, Associação de Marketing Promocional, divulgou recentemente uma pesquisa inédita sobre o perfil do profissional de Live Marketing no Brasil. Desenvolvido em parceria com o Comitê de Pesquisa, Inteligência e Inovação e o Comitê de Relações Sustentáveis, o levantamento entrevistou 754 profissionais de agências de todo o Brasil e seu objetivo era identificar as áreas de atuação do novo profissional de live marketing, sua idade média, formação, formato de contratação, o que o motiva a trabalhar no setor, entre outras questões importantes para se traçar esse perfil.

Para a associação, live marketing é definido como a atividade de comunicação onde se incluem todas as ações, campanhas ou eventos que proporcionem experiência e interação com a marca para, de forma estratégica, se atingir resultados e soluções de comunicação para produtos e serviços. Essa atividade contempla todas as ações, eventos e campanhas que aconteçam ao vivo na relação do shopper com uma marca, produto ou serviço – entre elas, ações de trade marketing.

O estudo apontou que 63% dos profissionais da área tem entre 26 e 40 anos de idade, 90% são colaboradores fixos e 55% são mulheres. Em relação a formação acadêmica, 75% informaram ter formação superior diretamente relacionada aos seus trabalhos – a maior parte nos cursos de Publicidade e Propaganda, Administração e Marketing. Além disso, 43% dos entrevistados informaram que estão de 3 a 5 anos na mesma agência.

Um ponto negativo apontado pela pesquisa foi a baixa regularidade de participação dos profissionais em cursos de atualização, palestras, eventos, entre outros: 35% não se atualizam ou o fazem apenas a cada dois anos; 34% se atualizam uma vez por ano e 27% duas vezes por ano.

Outro dado interessante diz respeito ao job description: 81% dos entrevistados mostraram ter entendimento claro de suas funções, o que pode significar um amadurecimento nas gestões. Questionados sobre suas metas dentro das agências, as respostas mais citadas foram crescimento profissional, aprendizados e reconhecimento.

Dados como esses comprovam a evolução do setor de live marketing, como explica Wilson Ferreira Jr., Presidente da AMPRO: “O levantamento mostra o quanto temos avançado na construção de um setor cada vez mais maduro e profissional. O Live Marketing vai deixando para trás o estigma de um segmento movido à força de vontade e espírito criativo. Nosso business é ciência exata. Com emoção, certamente, porque lida com experiências ao vivo, mas feito de forma profissional. Conseguimos ser realmente estratégicos para os negócios de nossos clientes também porque investimos na formação e aprimoramento de nossos talentos”.

Gostou da notícia? Aproveite para saber mais sobre o universo do live e do trade marketing em nosso blog.

Fonte: AMPRO